OCHAMADO MATERNO

Atualmente tem sido muito comum, mulheres adiarem a vontade de ser mães ou até mesmo optar por não terem filhos. Com tantas exigências e batalhando para estudar, ter uma carreira, competir e se posicionar no mercado de trabalho, tem ficado difícil conciliar desejo interno com exigências externas.

Sem falar, na dificuldade que muitas mulheres têm em encontrar um parceiro que esteja disposto a formar uma família e ter filhos. Isso tudo leva tempo e muitas vezes, quando percebemos a idade já está avançada e o momento ideal já passou.

Que bom que hoje podemos contar com os recursos da medicina para realizar o tão sonhado desejo de ser mãe.

Essa semana você viu em #HistóriasdeConexão, a história da mamãe Milene que foi mãe aos 39 anos e hoje vive um momento único em sua vida.

Já ouviu falar do chamado materno?

É aquele momento em que a natureza chama. Muitas mulheres dizem que antes não pensava em ser mãe e que depois de uma certa idade, começou a ter uma vontade de ser mãe. Pois é, isso querendo ou não acreditar, é a nossa ancestralidade, a nossa natureza nos chamando para cumprir a nossa função. Por mais que tenhamos nos humanizado, não podemos esquecer que somos animais e que temos instintos. Sendo assim a mulher foi feita para gerar e desde que ela nasce o seu corpo fisicamente se prepara para esse momento.

O fato é que quando esse momento acontece, é um momento mais pleno e sublime na vida de uma mulher. E não estou falando dos desconfortos físicos, das mudanças hormonais, da dificuldade de cuidar e criar uma criança, mas sim do fato da grandeza e da mágica de se gerar uma criança. Viver esse momento de fusão emocional com o seu filho dentro do útero e essa simbiose nos primeiros anos de vida, é algo que só uma mãe sabe o que é.

Você pode perguntar para qualquer mãe e ela irá descrever coisas muito parecidas com o que estou te dizendo aqui.

A partir do momento que a mulher fica grávida, tudo muda, os seus pensamentos, as suas atitudes e essa relação já começa a ser vivida. A relação mãe- filho é tão forte que muitas mães sentem mesmo de longe o que está acontecendo com ele. Alguns autores, dizem que essa conexão acontece muito antes dessa criança vir ao mundo.

A autora Laura Gutmamn, diz que não só a mãe imagina esse filho antes dele ser concebido, mas que essa criança também escolhe a mãe e se prepara para vir para essa família, muito antes dela existir fisicamente dentro do corpo dessa mãe.

Enfim, se você é mãe sabe do que eu estou falando.

Espero que você que vai ser mãe ou já é, possa vivenciar esse momento da maneira mais intensa possível, pois ele é único e só seu com o seu filho. Deste vínculo, vai nascer uma mãe e também o afeto, que irá permear a sua relação com o seu filho a vida toda.

Aproveitem!

Abraços calorosos

Deborah Garcia – Psicóloga CRP: 62436

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square